5 maiores mitos sobre barbas que você provavelmente ainda acredita

Quando o assunto é barba e, especialmente, como fazer a barba crescer, existem muitos mitos espalhados por aí. Por isso, é importante estar informado sobre os mitos sobre barbas, evitando assim passar anos cultivando sua barba sob falsas suposições baseadas em mitos populares – ou até mesmo evitar cultivar uma barba porque você ouviu que barba não é para você, de acordo com indícios falsos da cultura popular.

Então, acompanhe-nos agora e conheça alguns dos maiores mitos sobre barbas e substitua-os pela mais pura e inalterada verdade. Vamos lá?!

 

Mito 1: A barba cresce mais rápido depois de raspar

Quando se trata de barba – ou até mesmo o crescimento do cabelo em geral –, o mito de que raspar a barba faz crescer é um dos mais populares.

O cabelo começa a crescer mais escuro e aparentemente mais grosso, então, é uma verdade, certo? Mentira. O que acontece é que o cabelo volta a sua fase de crescimento depois de ser cortado e, ao atingir o tamanho que estava anteriormente, voltará ao seu ritmo normal de crescimento. Pode parecer que a barba está crescendo mais rápido, mais escura e mais grossa, mas não é.

 

Mito 2: Todas mulheres gostam de barba

É um mito popular que todas as mulheres gostam de barba e estão sempre a procura de um homem com uma barba sexy, mas não é bem assim que as coisas funcionam.

Independentemente do estilo de barba que você usa, algumas mulheres simplesmente não vão achar você atraente, enquanto outras vão amar a sua barba. Além disso, algumas garotas preferem homens mais lisinhos ou não gostam de beijar homens com barba – o contato com o pelo fácil às vezes incomoda.

No entanto, isso é uma questão de gosto e, cabe a você, encontrar uma garota que não só aceite, mas que também ame a sua barba. Também não se esqueça de cuidar da sua barba e utilizar alguns produtos para barba, como óleo de barba para hidratar, pente para barba e, principalmente, um bom aparador de barba para a manutenção.

 

Mito 3: Sua barba deve estar completa até os 20 anos

Aos 20 anos, muitos homens ainda encontram falhas na barba, enquanto outros nem barba têm – e, infelizmente, isso é triste. No entanto, a verdade é que a melhor fase da barba é entre os 20 e 30 anos e, muitas vezes, entre os 40 e 50 anos.

Muitos homens conseguem alcançar uma barba de respeito bem antes dos seus 20 anos. No entanto, caso esse não seja o seu caso, você pode utilizar o Barbeks para acelerar o processo de crescimento e, finalmente, cultivar uma fodendo barba.

 

Mito 4: Sua barba faz você parecer um morador de rua

Se sua namorada ou esposa diz isso pouco tempo depois de você começar a cultivar uma barba pela primeira vez, não fique triste. Obviamente, ela está apenas chocada com a mudança, pois não está acostumada a vê-lo com uma fodendo barba. Com o tempo, provavelmente ela vai se acostumar e começará a gostar.

No entanto, se você ainda sim está preocupado se realmente a sua barba o faz parecer um morador de rua, você pode considerar alguns outros estilos de barba.

 

Mito 5: As barbas são extremamente sujas

Para algumas pessoas, ao olharem para uma barba grande e cheia, tudo o que elas conseguem pensar é em quanta sujeira e germes devem ter ali.

A verdade é que, se você realmente não limpar e cuidar da sua barba regularmente, ela ficará suja, o que também se aplica ao cabelo da cabeça. Portanto, ao lavar sua barba regularmente, esse e outros mitos sobre barbas envolvendo sujeira, germes e bactérias são completamente aniquilados.

 

Mitos sobre barbas? Não caia nessa!

Não fique mal informado e, principalmente, não cultive sua barba baseada nesses mitos sobre barbas. Tudo aqui não passa de mitos e você está livre para cultivar uma barba no tempo certo, agradar as mulheres que realmente gostam de barbas, ficar longe do visual de morador de rua e também viver com uma barba limpa e saudável.

Mas e quanto a você, acreditava em alguns desses mitos sobre barbas? Conhece algum outro mito envolvendo barbas que faltou na lista? Deixe seu comentário e se interaja conosco!

Recomendados para você:

Se você gostou desse texto, talvez você também goste de...